cris-2

Hoje vou abordar como a natureza externa influencia na interna ou vice-versa. Quem nunca se maravilhou com o cenário bucólico das montanhas e/ou com a imensidão dos mares país a fora?

Sempre que posso tento sair de São Paulo nos finais de semana. Costumo ir ou para o interior onde tenho o privilégio de desfrutar da natureza ou para a praia, não tanto no meio da natureza como eu gostaria, mas que me proporciona a beleza de ver o mar, bem como de fazer caminhadas na areia com os pés na água.

Neste final de semana fui para o interior. Particularmente no domingo à tarde fui fazer uma caminhada numa trilha que beira um lago repleto de vegetação ao redor. Em alguns momentos a trilha entra no meio da vegetação. Era fim de tarde, o sol estava se pondo, havia chovido no dia anterior e a combinação da luz do sol com a vegetação ainda molhada, dava um visual espetacular. Percebi então que além de contemplar toda aquela beleza eu estava em comunhão com aquele cenário. Isto quer dizer que eu estava presente, de corpo e alma, conectada com aquele momento. O turbilhão de pensamentos que costuma assolar minha mente sumiu. Uma sensação de gratidão espalhou-se por todo o meu ser. E durante todo o passeio estive em êxtase. Posso até a arriscar dizer que em alguns instantes eu e aquele ambiente nos tornamos um só.

Voltei para São Paulo neste mesmo dia. Peguei trânsito, estrada lotada. Acordei com uma sensação desagradável. Percebi que estava irritada, mas não consegui detectar o motivo. Toda segunda feira, na hora do almoço, pratico Yoga com mais duas colegas e a professora, que é a blogueira Andrea Alves. Uma das participantes, a que mais tem dificuldade em prolongar o horário, avisou que não viria e nós resolvemos fazer a aula no parque que situa-se perto de nossa residência.

Assim que entrei no parque minha irritação passou e percebi que em contato com a natureza imediatamente entro num estado de tranquilidade. Depois da meditação conversamos sobre o que nos impede de ser feliz e para surpresa das três identificamos dois pontos em comum: o quanto mais reclamamos diariamente do que experimentamos estados de gratidão e o quanto nos identificamos com as circunstâncias externas, justificando assim nossos estados de humor.

O ambiente externo tem sim influência em nossas vidas. Podemos ficar estressados, calmos, agitados, nervosos, tranquilos e etc. Mas, também podemos aprender a desfrutar e aproveitar os momentos que a vida nos oferece. O ditado que diz “o copo está meio cheio ou meio vazio, depende de como interpretamos” pode ser um lembrete importante de como podemos nos sentir em relação aos eventos. Não estou propondo negá-los, mas buscar o entendimento dos sentimentos que surgem em nós e assim buscar novas saídas, seja pensando diferente ou adicionando novos elementos no dia-a-dia: um passeio no parque, por exemplo, um café com algum colega no meio da tarde, um almoço num restaurante diferente e com um clima agradável, entre outros.

cris1cris-3

Quebrar a rotina ajuda a romper com o turbilhão interno que nos aprisiona e que nos leva a ter uma experiência mais sofrida, dolorosa. Acrescentar novos elementos que tragam essa vivência de integração com as experiências, possibilita uma abertura para o novo, tanto dentro como fora. Poder apreciar o momento presente é uma dádiva e uma libertação dos padrões condicionantes a que somos submetidos constantemente.

Cristina Ciola Fonseca
Psicanalista, graduada na PUC-SP, com especialização na UNIFESP
Consultório particular (11) 5052 9286 / 99850 9074
crisciola@hotmail.com

  • Como construir um mundo melhor É muito comum lermos ou escutarmos sobre maneiras de como construir um mundo melhor e normamente elas são focadas no externo, em ações fora de nós. Resolvi escrever sobre como podemos […]
  • Harvard estuda Meditação Meditação muda estrutura do cérebro, diz estudo. Folha de São Paulo 30.01.11 Estudo de Harvard mostra, pela primeira vez, que a prática de meditação pode aumentar a concentração […]
  • Melhore seu desempenho em 30 segundos O ano mal começou e você já esta percebendo que seu desempenho em algumas atividades está deixando a desejar? Que tal uma dica rápida para melhorar essa situação? É possível […]
  • 03 maneiras de melhorar o humor comendo corretamente É possível melhorar o humor com práticas simples na sua alimentação. Oscilações de humor afetam as relações e ficar refém delas pode causar danos até mais graves a longo […]