Exploding head

Vivemos em um momento onde a agitação se tornou ingrediente principal na vida coletiva e nossas mentes estão sempre excitadas. Criamos mentes excitadas nos bebês, nas crianças e nos tornamos também vítimas deste funcionamento. A excitação proporciona uma sensação de vivacidade, também pode ter como função a defesa contra vários sentimentos desagradáveis mas, em excesso acaba por ser muito prejudicial, principalmente nas crianças, tornando-se até uma patologia complicada.

Os estimulos são constantes e crescentes, principalmente para quem mora em cidades urbanas. Sons, correria, prazos curtos para atingir metas, trânsito, festas, vida social intensa, viagens, televisão, músicas, barulhos etc…

Pessoas que possuem mentes excitadas entram em um funcionamento acelarado. Não tem espaço para a pausa, para o silêncio, ingredientes fundamentais para a saúde e para o bem estar. Sem o silêncio, a calma, tranquilidade, não há espaço para o criativo. Precisamos de tempo para elaborar e digerir todos os estímulos que recebemos no dia-a-dia.

Crianças que recebem estímulos em excesso, ao contrário do que a maioria dos pais acredita, que é ver seu filho ou filha tornar-se mais inteligente, estão na verdade complicando o desenvolvimento tanto da mente psicológica como do bom desenvolvimento do cérebro. Isso acontece porque essas crianças, que possuem mentes excitadas, precisarão fazer um esforço muito grande para conseguir elaborar tanta informação. Suas mentes não estão prontas e sim em pleno desenvolvimento. Esses excessos comprometem o desenvolvimento a médio e longo prazo. A criança passa a apresentar dificuldade na escola, pode desenvolver um comportamento extremamente agitado, ficar ansiosa, nervosa, mais irritada do que o habitual, apática e assim por diante. E, infelizmente, a medicina muitas vezes utiliza-se de uma abordagem medicamentosa para aliviar os sintomas que são provenienetes de um desequilíbrio coletivo: engolir o mundo a qualquer preço, sem desfrutar do que se experimenta.

Tudo que vem em excesso é prejudicial e desencadeia doenças. Imaginar que fazer muitas atividades o tempo todo só trará benefícios é um grande engano. Isso só pode ocorrer se houver pausas, momentos tranquilos, de relaxamento. Senão é como se comêssemos sem parar até explodir.

mente-excitada

Mentes excitadas geram indivíduos agitados, aflitos, angustiados, com medo do futuro e com uma enorme dificuldade em lidar com as perdas, com as faltas, com os espaços em brancos. Sem esses espaços não há possibilidade para a criação, para o novo.

Imaginem uma casa abarrotada de objetos, sem nenhum espaço vazio. Agora imaginem morar nessa casa. Desesperador, não? É assim que muitos indivíduos vivem em suas mentes e estão criando seus filhos da mesma maneira.

Colocar o pé no freio pode ser um começo. Questionar o porquê deste frenesi, outro passo.

O mundo não vai acabar nem hoje e nem amanhã. Experimente comer uma refeição sentindo o gosto de cada alimento. Respire mais profunda e lentamente. Olhe ao seu redor prestando atenção em cada objeto. Essa é maneira de realmente uma pessoa aproveitar plenamente o momento presente e é assim que se sentirá viva.
Quanto as crianças, por que essa paranóia de querer que sejam melhores do que os outros ou que se tornem absolutamente preparados para o mundo? Não é dessa forma que isso irá acontecer, muito pelo contrário. As crianças precisam da experiência calma dos adultos, do ritmo tranquilo para que possam experimentar o mundo de forma prazerosa, agradável e assim desenvolver a confiança em si e no futuro. Só assim se tornarão adultos produtivos, criativos e inteligentes.

E você, consegue abrir espaços, tirar um dia de folga, aproveitar os momentos de férias para relaxar, desfrutar da companhia das pessoas próximas ou de uma boa refeição sem culpa ou sem se sentir improdutivo(a)a ou está sempre atarefado(a) e correndo?

Cristina Ciola Fonseca
Psicanalista, graduada na PUC-SP, com especialização na UNIFESP
Consultório particular (11) 5052 9286 / 99850 9074
crisciola@hotmail.com

  • Desenvolvimento emocional – Parte 2 Neste post continuarei a abordar questões importantes que influenciam e determinam o desenvolvimento emocional. Para quem não leu o post anterior, acessar desenvolvimento emocional – […]
  • Palestra do Dr. Augusto Cury – O Código da Inteligência Se você nunca leu um de seus mais de 30 livros, com certeza já ouviu falar dele. Augusto Cury é considerado o autor brasileiro mais lido da década pela Folha de São Paulo, com mais de […]
  • A importância de reciclar a mente Guardamos ao longo dos anos, consciente e inconscientemente, inúmeras experiências, emoções, sentimentos e memórias em nossa mente. Acrescente também os incontáveis estímulos que […]
  • Obesidade Hoje irei abordar o tema obesidade que é tão recorrente nos dias atuais, tanto em adultos quanto em crianças. Estima-se que mais da metade da população brasileira está cima do peso e […]