Conheça os 08 poderosos ‘gatilhos mentais’ para engajar pessoas e vender eticamente seus serviços

Mesmo que você nunca tenha ouviu falar da importância dos “gatilhos mentais” na hora de criar conteúdo para suas redes sociais ou divulgar um novo programa/curso, com certeza você já experienciou a dolorosa consequência da falta desses gatilhos alguma vez na vida.

Imagina a sensação de montar cuidadosamente uma festa, limpar e decorar a casa, preparar a comida, estocar a bebida, até balões você enxeu… Mas na hora “H” ninguém aparece! :-(

Por mais desapegada que seja, a pessoa certamente sentiria algum nível de frustração. Então ela para pra pensar: “O que pode ter acontecido errado?” Se a sua festa não aconteceu durante a pandemia ou no dia de algum desastre, algo então pode ter falhado na sua comunicação com os convidados. Você tem certeza que mandou um email para eles 30 dias antes, pedindo que anotassem no calendário. “Será que não leram o email? Será que esqueceram?”. Provavelmente as duas coisas. 

Os gatilhos mentais são mecanismos psicológicos que, quando ativados, influenciam diretamente na maneira que agimos e tomamos decisões. Do caso da festa descrita acima aos posts que você está fazendo nas mídias sociais com baixo retorno, a falta de gatilhos é uma das mais prováveis razões do problema. Nesse post você descobrirá quais são os principais gatilhos mentais e como usá-los de maneira ética para criar valor, engajar a sua “tribo” e vender de maneira super honesta os seus dons. 

Gatilho Mental da Autoridade

As pessoas tendem a seguir outros em posição de autoridade. Pense num médico e como a gente se sente intimidada e até constrangida para discordar de alguém vestindo um jaleco branco. 

Isso porque nossa mente sempre busca ajuda para guiar nossas decisões. Assim como outros gatilhos mentais, o gatilho da autoridade ajuda e “cortar caminho” no processo de tomada de decisão, já que em nossa rotina diária temos que tomar milhares de pequenas decisões constantemente. Seguir pessoas com autoridade foi uma maneira que nosso cérebro encontrou para tomada de decisões mais “eficientemente”, e nesse caso entenda em menos tempo, “sem ter que pensar tanto”. 

Estabeleça sua autoridade através de conteúdo de alta qualidade que resolve o problema do nicho, e desenvolva uma bio que criará de alguma forma relevância para esse público-alvo.

Gatilho Mental da Reciprocidade

Reciprocidade é a idéia de que quando alguém nos dá alguma coisa, nos sentimos inclinados a dar algo em retorno. É a propria fundação onde humanos desenvolveram a habilidade de criar trocas e comércio. Você já passou pela experiência de ganhar um presente de Natal de uma amigo e não ter nada para da-lo em troca? Aiiiiii… 

Quando você prepara uma sequencia de conteúdo de alto valor para seu nicho, também se cria um desequilíbrio da reciprocidade. No final da sequência desses conteúdos, quando você pede algo em troca, seus prospectos terão uma tendência muito maior em fazê-lo. Muitos profissionais de bem-estar criam conteúdos maravilhosos gratuitamente, mas esse conteúdo está desconectado e fora de uma sequência que conduza ao “pedir de volta”. Em outras palavras, fica faltando o anúncio da venda no final. Chame a ação na semana do lançamento!

Gatilho Mental da Confiança

Construir confiança é a maneira mais certeira de se tornar influente na vida de uma pessoa. Esse gatilho então pede nossa resposabilidade dobrada! É lógico que confiança se constrói com o tempo. Por isso mesmo sua sequência de conteúdo de alto valor junto a autoridade que você demonstra devem crescer proporcionalmente, e sua consistência ao longo do tempo serão a chave dessa porta.

Gatilho Mental da Antecipação

O gatilho da antecipação é um dos segredos de um bom lançamento, pois permite que você corte o “bololô” de informações acontecendo na internet. É como um imã que atrai a atenção da sua audiência e não solta. Lembra-se de quando você era criança às vésperas de sair de férias para uma viagem incrível? Contava os dias e as vezes nem dormia ne?

A verdade é que de alguma forma ainda conservamos essa criança em nós. Mal podemos esperar pelo que virá na sequência, é como se você convidasse a pessoa a sua história, a sua jornada. Deixe essas “pistas” ao tesouro no seu conteúdo.

Gatilho Mental da Simpatia

A pura verdade é que nós gostamos de nos relacionar e fazer negócios com pessoas que conhecemos, gostamos e confiamos. Somos mais influenciados por pessoas que gostamos do que as que não gostamos. Parece óbvio, mas apenas recentemente as grandes empresas começaram a adotar uma mensagem mais humanizada em sua comunicação. 

E como ganhamos a simpatia de nosso nicho? Sendo generoso, honesto e bom. Capriche no conteúdo que você cria pensando genuinamente como pode resolver o problema de alguém. Sempre digo para os meus alunos do Buddha In Business, “em seu conteúdo de mídias sociais, blogs, newletter, videos etc, resolva um probleminha dentro do problemão”. Você não precisa dar o conteúdo completo do seu programa que deve ser vendido no final da sequência, mas resolva genuinamente partes menores do problema que você identificou junto ao nicho. Fique atenta para responder engajamentos como likes, comentários, mensagens diretas, tags etc. 

Gatilho Mental da Eventos e Rituais

Quando você transforma o seu marketing num evento, você literalmente faz mágica com a sua campanha. Pense na diferença de assistir um jogo da seleção brasileira contra a Argentina sozinha em casa, com amigos num bar, ou no Estádio do Morumbi lotado. Eu já tive a oportunidade de fazer os três e apesar de gostar do “meu canto” a maior parte do tempo, tem algumas experiências que simplesmente se transformam em mágica conforme o evento cresce. (Me lembro até hoje do arrepio que senti no Morumbi lotado torcendo para o Brasil).

Os rituais aproximam as pessoas e nos fazem sentir parte de “algo maior” que a gente.  

gatilhos mentais eventos e rituais

Gatilho Mental da Escassez

A escassez é provavelmente o mais importante gatilho mental e para o professional de bem estar pode ser o mais desafiador. Isso porque nós que trabalhamos com consciência não gostamos de “vibrar” na escassez, na falta. Queremos vibrar no muito, na abundância. 

Mas a verdade é que de alguma forma, mesmo nós que estamos consciente disso, agimos com rapidez quanto nos deparamos com a possibilidade de não poder comprar depois. Então resolvi mergulhar no meu próprio ponto de vista sobre a escassez e descobri coisas interessantes que me fizeram evoluir nesse pensamento:

  • As pessoas tendem a “empurrar pro lado” uma decisão quando elas têm essa opção, especialmente tratando-se de gastar dinheiro. Forçar a pessoa a tomar uma decisão pode parecer veneno mas na verdade é remédio. Como você conhece bem seu público alvo, sabe a dor que aquelas pessoas estão passando e como você é capaz de ajudá-las com seu serviço/programa, o uso do gatilho da escassez é um puxão para que ela evite a procrastinação. Tipo, “levanta dessa cama agora, menina!”. Afinal, você aqui faz o papel do coach, e por mais chato que pareça, nossa mente tende a zona de conforto. O gatilho da escassez age como o coach dizendo “você tem até amanhã para fazer isso!” Bummm!! A pessoa vai lá e faz!
  • As pessoas muitas vezes não entendem as consequências negativas da estagnação simplesmente porque não foram “lembradas” sobre elas. É o seu papel deixar tudo às claras.

Gatilho Mental da Prova social e comunidade

A prova social é a ideia de que se vemos outras pessoas movendo-se a uma ação, nos moveremos também. Normalmente a gente segue as pegadas das pessoas ao nosso redor quando não temos certeza do que fazer ou como agir. Somos criaturas sociais totalmente influenciadas pelo entorno. 

As provas sociais assim como o senso de comunidade podem ser criados nas suas redes sociais, blogs etc através do depoimento de pessoas que já conhecem o seu trabalho, com a troca de dicas e motivação entre os membros da sua comunidade, que pode sim ser criada ao longo de um lançamento. 

Conhecer os gatilhos mentais é uma maneira poderosa de influenciar pessoas. Porém seu uso deve juntar-se a uma boa dose de ética de forma que o resultado atenda ao bem comum de todas as partes. Afinal, você está aqui realizando sua missão! 

Se você gostou desse conteúdo e gostaria de saber mais sobre como aplicá-lo no seu negócio, junte-se a nós na aula ao vivo que acontecerá essa quinta feira dia 04 de junho as 19:00hrs, gratuitamente. 

  • Uso do Facebook piora o estado de humor das pessoas Ulalá!! Amiguinhos, por essa vocês não esperavam, hein? Se entramos na rede social para encontrar amigos antigos e fazer novos amigos, podemos ter nesse hábito um vilão contra nosso […]
  • Trabalho voluntário em rede Muitas pessoas pensam em fazer um trabalho voluntário mas não sabem por onde começar e nem que instituições seriam idôneas para o investimento de tempo, dinheiro e outros recurso. […]
  • Arte de rua que muda o mundo Talvez você ainda não tenha pensado que a arte de rua pode mudar o mundo, mas é através de diferentes intervenções artísticas que algumas pessoas fazem uma verdadeira revolução. É […]
  • Postura do corvo: fortalecendo os braços e a coragem Na foto acima, estou na postura do corvo, que particularmente chamo de Kakasana. Aprendi nas aulinhas de sânscrito que "Kak" significa "corvo". Algumas pessoas chamam de Bakasana. Mas […]