05 Estratégias para usar durante a crise e criar valor

A pandemia do novo coronavírus afetou drasticamente as pequenas empresas e particularmente a indústria de bem estar. Centros de terapias, escolas de yoga e consultórios foram fechados e eventos cancelados sem previsão de retorno. Uma parte dos profissionais encontrou soluções paliativas para adaptar o negócio a um novo modelo virtual, outra parte ainda sofre por não se sentir confortável ou não poder aplicar as técnicas online. 

Enquanto as autoridades debatem sobre como (e quando) as reaberturas comerciais devem acontecer, os profissionais liberais e pequenos empresários podem usar essas 05 estratégias baseadas em empatia para sobreviver e até ter sucesso durante essa crise e outras por vir. 

1- Concentre-se nas necessidades e problemas atuais dos seus clientes

As pessoas estão ansiosas com as incertezas desse momento e provavelmente preocupadas com as demandas urgentes e reais em sua nova rotina. Filhos em casa o dia todo, homeschooling, insegurança sobre desemprego, pânico de ficar doente, novas atividades sem suporte dos profissionais usuais, saudades da família e amigos, etc.

Procure se conectar com seus clientes sempre pensando no que eles estão passando, e reserve tempo para ouvi-los em suas reais necessidades. A partir daí, você poderá identificar denominadores comuns nessas conversas e propor soluções em forma de novos produtos e serviços e/ou em conteúdo especial ( mídia social, blogs, ebooks). 

2- Pause a distribuição de antigas campanhas que não estejam adequadas aos acontecimentos presente

A empatia deve ser o centro das operações de um negócio num momento de tanta fragilidade. É importante que o profissional comunique sua disposição em servir, mas observando com atenção a ansiedade em vender. 

Se um produto ou serviço tem um tempo sensível para a promoção (por exemplo, um retiro marcado para acontecer em Setembro em um outro estado), talvez seja melhor considerar o cancelamento já que nesse momento a promoção garantindo a realização do evento seria duvidosa. 

Uma campanha que se mostra alienada à realidade fere a marca do negócio e a imagem do profissional, muitas vezes permanentemente. 

3- Foque em ser pessoal

Por causa do distanciamento físico e de uma quantidade exacerbante de conteúdo digital impessoal, usar a empatia para falar diretamente ao indivíduo do outro lado da ” telinha” pode ser uma excelente estratégia. 

Minha primeira opção é sempre um convite a uma breve ligação telefônica, onde você pode chamar a pessoa pelo nome, ouvir a voz etc. Se você não sente que o potencial cliente esteja nessa etapa da jornada, use as redes sociais então para responder dúvidas, comentários, mensagens diretas usando o nome da pessoa e respondendo diretamente a pergunta dela, assim como usando o nome nos emails enviados.  

4- Ajuste o conteúdo promocional que você está usando.

As imagens e a linguagem tem um enorme peso na comunicação de valores de um negócio e na relevância de um conteúdo. Se por algum motivo você está impedida(o) de realizar uma técnica ou vender um produto, tire esse item da sua comunicação. Além disso, fotos de pessoas reunidas ou frases como “conheça nosso espaço” podem soar irrelevantes e até deselegantes. Vale a pena rever a se ajustar.

5- Aproveite o momento para educar e entreter sua audiência

Algumas pessoas têm mais tempo disponível no momento, outras estão buscando uma forma de relaxar e ocupar a cabeça com assuntos mais leves e positivos. 

Que tal pensar em conteúdo que ajude as pessoas nessa transição e que as encoraje a ver um futuro melhor? Particularmente, eu quero daqui a dez anos olhar para trás e pensar que a pandemia me deu uma oportunidade de crescimento. Outras pessoas podem gostar de dividir essa ideia. 

Assim você pode se tornar um agente de positividade e realmente tocar o coração e a memória do seu cliente. Mais cedo ou mais tarde, essa pessoa se lembrará de você pela consideração, abordagem empática e por ter ajudado na hora que ela precisava.


Gostaram desse post? Escreva seu comentários e sugestões para futuros posts

  • Canteiros coletivos Ja vi aqui mesmo em São Paulo, algumas praças que viraram pomares, viveiros de flores e belos projetos paisagisticos. Algumas vezes, empresas privadas até participam do processo e […]
  • Torta integral de legumes Se você convidou de improviso alguns amigos para um encontro em sua casa, mas está cansado de servir as famosas torradinhas, pode inovar com esta torta integral de legumes, super […]
  • Restaurante GOA – veggie art na Vila Madalena Já há algum tempo tinha ouvido falar do Restaurante Goa, em Pinheiro, SP, e colocado-o na minha poderosa lista dos "must visit". Uma super sincronia me levou ao local após ler uma […]
  • Onde está a Felicidade? Onde está a Felicidade? A resposta para esta pergunta é a pérola que só pode ser encontrada individualmente! Não há fórmulas ou respostas prontas. Mas dá para entrar neste busca com […]