caricaturas

As consequências das redes sociais

Você já parou para pensar na cilada que pode ser colocar sua vida pessoal todo dia e toda hora na rede social?

Vou contar uma história que aconteceu estes dias: Em um jantar de última hora, numa noite de muita chuva, onde apenas 06 amigos tinham sido convidados e 03 apareceram, celebramos intimamente a partida de um amigo para outro país. Em alguns momentos de descontração, tiramos fotos dentre as conversas e risos, quando imediatamente uma das amigas postou a foto de seu celular no Facebook. Com uma ação muito espontânea e intenção amorosa, a foto que podia ser admirada entre nós virou motivo de discórdia na rede. Explico:
Um dos amigos que não tinham sido convidados imediatamente viu a foto e se sentiu excluído do grupo, e se ressentiu. E vai explicar…

Outro amigo de um dos convidados ficou bastante chateado por vê-lo (através do Facebook) neste “evento”, sendo que no dia anterior, por motivo de gripe muito forte, ele não compareceu a sua festa de aniversário. Quem o viu pela foto não poderia imaginar o estado lastimável de gripe com que ele chegou ao jantar. E vai explicar…

A foto que era a alegria de dois virou a discórdia de quatro! Compensa?

Outro dia saí para jantar com uma amiga e foi exatamente isso que falei ao meu namorado na época. Chegando no restaurante encontramos um grande amigo, comprometido, que jantava com um outro amigo nesta hora. Acabamos nos juntando para o bate papo e, numa destas, a foto foi parar no Facebook, com suas devidas marcações (Claro!). Huuummmm!!! E vai explicar…

O Facebook e as redes sociais são ferramentas incríveis para encontrar os amigos, especialmente os antigos e perdidos pela vida, para promover encontros entre outras coisas. Adoro saber que nosso blog de bem estar pode ser ainda mais visitado em função da divulgação nas redes. Mas a grande brincadeira acabou virando séria demais e até um vício para muita gente. “Não pisco mais o olho sem postar no Facebook!”

Porque será que ninguém posta que está com dor de barriga, que foi traído, demitido ou que está acima do peso? Como diz uma grande amiga: “Na foto do perfil, o clique da vida.”

Todos os dias temos centenas de escolhas a se fazer. Nosso grande desafio, enquanto buscadores do autoconhecimento e propagadores da paz, é ampliar a consciência com que fazemos nossas escolhas. Quando se expõe a vida pessoal na rede social, você se torna vulnerável aos julgamentos dos outros criando expectativas sobre as opiniões destes “amigos” que na maior parte das vezes, nem amigos são.
Além disso, gera uma cadeia reflexiva, como em qualquer ação da vida, que pode ter consequências negativas e até desastrosas, como o rompimento de amizades e relacionamentos.

Numa pesquisa divulgada no Reino Unido, em 70% dos divórcios apareciam a palavra “Facebook”. Parece um número bem grande.

Sem falar nas consequências psíquicas e neurológicas do excesso de conexão com as redes, que ainda estão sendo estudados cientificamente mas, que já se sabe, geram ansiedade.

Pois então amigos, fiquem ligados! Tudo que usado e vivido com discernimento pode ser benéfico para muitos. Espalhem consciência pela rede. Este é o seu uso mais produtivo! Exposição demais pode ser sinal de baixa auto estima e depressão. #FICAADICA

  • Um cérebro primitivo te impede de ser feliz Temos falado muito aqui no blog sobre diferentes maneiras para desenvolver consciência, felicidade e paz. Isso porque quando questionados sobre o que desejam da vida, a grande maioria […]
  • Revolução: a cura da sociedade depende da cura do indivíduo Tenho pensado muito frente a todas as manifestações que estamos presenciando e vivenciando ultimamente, na tentativa de compreender o que está acontecendo e o que está por vir. De […]
  • Você se morde de ciúmes? Adorei a matéria da Mente Cérebro sobre os ciúmes. Compartilho aqui com vocês o texto, lembrando que o autoconhecimento é o único caminho para avaliar se o seus ciúmes são normais e […]
  • Perfeccionismo x felicidade: De que lado você está? Les Demoiselles d’Avignon, de Julien Friedler. Releitura da obra de Picasso feita pelo artista belga. "Todo publicitário sabe disso: somos basicamente movidos pela inveja." Esta era a […]